Milhares de activistas vão encerrar uma mina de carvão, na Alemanha – Queres participar?

Os políticos estão a negociar há 25 anos, mas as emissões continuam a aumentar e 2018 foi o ano com mais emissões de gases com efeito de estufa de sempre! A Europa apresenta-se como líder da acção climática mas continua extrair carvão e a construir novas infraestruturas de gás natural.

Vamos mostrar onde e como é que se devem combater as alterações climáticas! Temos que agir agora para conseguir limitar o aquecimento global a 1.5°C até 2100, um limite urgente para as populações no Sul Global e decisivo para todo planeta. As acções de desobediência civil são essenciais. Temos que parar a indústria de combustíveis fósseis já!

O Climáximo vai estar em Colónia para dizer Ende Gelände! Vem connosco e terás formação de acção directa, formação legal, ensaios para a acção e uma experiência muito enriquecedora, juntamente com outros activistas.

O que é Ende Gelände?

Ende Gelände significa “fim do caminho” em alemão (em inglês: here and no further). É o nome da acção direta contra a indústria de combustíveis fósseis, organizada pelo colectivo com o mesmo nome. Milhares de pessoas da toda a Europa vão ocupar uma das maiores minas de carvão num acto massivo de desobediência civil.

Os activistas vão pôr os seus corpos na linha de frente para dizer “fim do caminho” ao business as usual do capitalismo, e vão mostrar onde e como é que se devem combater as alterações climáticas

Mais informação: https://www.ende-gelaende.org

Quando é que vai acontecer?

Entre 19 e 24 de Junho.

Primeiro vamos até Madrid, onde nos encontramos com activistas espanhóis. Depois, todos juntos, apanhamos um autocarro para a Alemanha. Para conseguirmos participar na acção, nos treinos e preparações iremos estar presentes os dias todos neste evento.

A acção não é perigosa?

Desobediência civil pode ser perigosa se não for bem preparado e bem gerido. Por isso, é mesmo importante chegarmos com antecedência e participarmos nas formações.

No entanto, nada é mais perigoso que continuar com o business as usual para chegarmos a uma crise climática irreversível em poucas décadas.

Posso ir com o Climáximo?

Sim!

Podes ir connosco ou, se te der mais jeito, podes ir lá ter.

O que pretendem fazer como Climáximo?

Não vamos a Colónia fazer “turismo político”, mas sim capacitar-nos para a luta pela justiça climática em Portugal.

Chegando lá, queremos enviar comunicados e relatos da acção, e preparar pequenos vídeos e entrevistas.

Depois de voltar, queremos organizar um evento para dar feedback e para conversarmos sobre o que podemos fazer cá.

Finalmente, os activistas que participam no maior acto de desobediência civil pelo clima vão naturalmente trazer as suas experiências da acção direta, de que podemos beneficiar colectivamente.

Podes seguir as novidades em http://www.climaximo.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Facebook
Instagram
Flickr
RSS
Vimeo