Formação para as Organizadoras #1 – Teorias de Mudança e Escalamento de Conflito

Na sequência da emergência climática que declarámos dentro do Climáximo, queremos  “aumentar drasticamente a capacidade organizacional do movimento pela justiça climática, via formações regulares sobre estratégia, campanhas e teorias de mudança”.

Nesta formação, vamos discutir as teorias de mudança que várias organizações têm sobre diversos assuntos e analisar as estratégias e tácticas que as mesmas utilizam para atingir a mudança que pretendem. Depois, vamos discutir como e porque utilizamos estratégias de escalamento. Esta segunda parte é relacionada com o “momentum-driven organising”, um dos princípios da Extinction Rebellion. É uma ferramenta organizacional que foi utilizada em mobilizações como Fechar Almaraz, Parar o Furo e CampinGás.

24 de Outubro (quinta-feira)

19h00

RDA49 (Regueirão dos Anjos 49, Anjos, Lisboa)

Informação prática:

  • A formação é dirigida para organizadoras dos movimentos (não só da justiça climática).
  • A formação é gratuita, com inscrição prévia. (ver formulário abaixo)
  • Há lugares limitados para dar espaço a interacção entre participantes. Vamos confirmar a tua inscrição por email.
  • A formação vai demorar 3 horas. Não é possível chegar tarde ou sair mais cedo.
  • Vamos fazer uma pausa de 30 minutos para buscar comida da RDA69.

You may well ask: “Why direct action? Why sit ins, marches and so forth? Isn’t negotiation a better path?” You are quite right in calling for negotiation. Indeed, this is the very purpose of direct action. Nonviolent direct action seeks to create such a crisis and foster such a tension that a community which has constantly refused to negotiate is forced to confront the issue. It seeks so to dramatize the issue that it can no longer be ignored. My citing the creation of tension as part of the work of the nonviolent resister may sound rather shocking. But I must confess that I am not afraid of the word “tension.” I have earnestly opposed violent tension, but there is a type of constructive, nonviolent tension which is necessary for growth. Just as Socrates felt that it was necessary to create a tension in the mind so that individuals could rise from the bondage of myths and half truths to the unfettered realm of creative analysis and objective appraisal, so must we see the need for nonviolent gadflies to create the kind of tension in society that will help men rise from the dark depths of prejudice and racism to the majestic heights of understanding and brotherhood. The purpose of our direct action program is to create a situation so crisis packed that it will inevitably open the door to negotiation.

Letter from a Birmingham Jail, 16 April 1963, Martin Luther King Jr. 


 

2 thoughts on “Formação para as Organizadoras #1 – Teorias de Mudança e Escalamento de Conflito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Facebook
Instagram
Flickr
RSS
Vimeo