Colonialismo energético, desastres climáticos e justiça ambiental: reflexões de Porto Rico

17 de outubro de 2019, 15h00

Sala 2, CES | Alta

Climáximo vai fazer livestreaming deste seminário por Facebook. Fica atenta à pagina esta quinta-feira às 15h00.


Resumo

Neste seminário, no âmbito da Oficina de Ecologia e Sociedade (ECOSOC,CES), Ruth Santiago, reconhecida activista ambiental de Porto Rico, falará sobre as lutas pela justiça ambiental e pela organização comunitária sobre energias renováveis, no contexto do colonialismo e dos desastres climáticos em Porto Rico. A actividade será moderada Gustavo García López (CES).

A ideia é conversarmos informalmente no contexto da emergência climática e da mobilização pela justiça ambiental  e climática e  transição energética justa. Será também um espaço informal para discutir possíveis investigações colaborativas entre academia e resistências de Portugal e Porto Rico.

Nota biográfica

Ruth Santiago é fundadora do Comité de Diálogo Ambiental, um grupo comunitário de justiça ambiental em Salinas e Guayama, no sudeste de Porto Rico. Participa na Iniciativa do Projecto Ecológico da Bahia de Emprego IDEBAJO, um grupo de organizações comunitárias e ambientais, e na campanha Queremos Sol, uma aliança multi-sectorial que defende 100% energias renováveis em Porto Rico. Foi ainda Embaixadora do Ar Limpo pela organização dos Estados Unidos, Justiça da Terra. As principais lutas em que está envolvida são relacionadas à central a carvão AES em Guayama e a transição  energética justa em Porto Rico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Facebook
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr