Começou a quinzena de acção “Fracasso Económico Mundial” que destaca as ligações entre as injustiças sociais e a indústria financeira

Nos dias 13 a 26 de Janeiro, organizações de vários movimentos sociais estarão a fazer acções no âmbito de By 2020 We Rise Up para sublinhar que a indústria financeira mundial falhou em responder às necessidades dos seres humanos e dos ecossistemas a vários níveis.

*

Este ano, o Fórum Económico Mundial (21 a 24 de Janeiro) em Davos “celebra” os seus 50 anos. No meio de uma emergência climática, este aniversário só serve para relembrar o papel da indústria financeira nas últimas décadas ao alimentar, perpetuar e aprofundar as injustiças sociais e climáticas no mundo.

As instituições financeiras não só garantem dinheiro para os projectos como tecem a economia e influenciam a política a nível mundial, colocando o lucro acima da democracia. Para destacar esta ligação orgânica entre as injustiças e as finanças, organizações de vários movimentos convocaram uma quinzena de acção, “Fracasso Económico Mundial”. #WorldEconomicFailure

Na primeira semana da quinzena, vai haver debates, sessões públicas e apresentações para aprofundar o conhecimento público sobre a ligação entre as instituições financeiras e as injustiças sociais e climáticas. Para a segunda semana, estão a ser preparadas acções directas não-violentas, protestos e acções criativas para confrontar os responsáveis.

O programa das actividades publicamente divulgadas é:

  • 14 de Janeiro, 13h00, Marquês de Pombal, Lisboa: Passeio Tóxico, uma visita guiada aos bancos que financiam a crise climática, organizado pelo colectivo Climáximo

  • 15 de Janeiro, 19h00, Lisboa: Apresentação e Bate papo – O impacto da indústria alimentar em Portugal, organizado pelo Climate Save Portugal

  • 16 de Janeiro, 18h30, Biblioteca de Marvila, Lisboa: É uma banca sustentável, se faz favor, debate sobre regulação bancária e clima, organizado pelo MAPA – Movimento de Acção Política

  • 17 de Janeiro, 16h00, Ministério das Finanças, Lisboa: Não Pagamos a Vossa Crise Climática, concentração para exigir emprego e investimento público para a transição justa, convocada pela campanha Empregos para o Clima

  • 16 de Janeiro, 18h00, no Macaréu, Porto: Conversas Decrescentistas sobre Economia, organizada pela Rede de Descrescimento

  • 21 de Janeiro, 21h30, no Com Calma, Lisboa: As alterações climáticas são uma invenção?, parte das conversas nuncamais organizada pela Academia Cidadã

*

Mais informações

  • Convocatória: http://www.climaximo.pt/2019/12/16/fracasso-economico-mundial/

  • By 2020 We Rise Up: www.by2020weriseup.net

    By 2020 We Rise Up é um grito de guerra para que grupos e pessoas se unam para acções transformadoras em toda a Europa e para que acreditem na possibilidade de mudança radical. Também fornece uma plataforma de facilitação e ferramentas para entrelaçar lutas políticas relacionadas com a justiça climática, justiça social e outras questões.

  • Organizações em Portugal envolvidas na preparação da quinzena:

    Climáximo, Climate Save Portugal, 2 degrees artivism, Academia Cidadã, Gás é Andar para Trás, Habita, Extinction Rebellion Porto, Extinction Rebellion Coimbra, MAPA – Movimento de Ação Política, Rede de Decrescimento, Empregos para o Clima, Greve Climática Estudantil

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Facebook
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr