Newsletter #7 – Crescendo

Olá amig@ da luta!

English below

Ouviste o Ministro do Ambiente quando afirmou ter havido “uma decisão política na manutenção do contrato [de Aljezur]”? É exactamente porque o furo de Aljezur depende de decisões políticas que vale a pena lutarmos. O governo podia fazer uma decisão política diferente, e vai ter que fazê-la se e só se construirmos um movimento radical e alargado contra a loucura de negacionismo climático escondido atrás do “realismo” político.

Para travar as alterações climáticas, temos que parar este furo e todos os outros projetos de combustíveis fósseis. Assim seria um realismo verdadeiro.

Activistas de todo o mundo concordam: na semana passada, camaradas da Áustria, Turquia, Ucrânia e Itália enviaram-nos uma mensagem que explica porque é que as suas lutas são também para parar o furo de Aljezur.


Além de várias iniciativas locais existem três acções grandes nos próximos tempos que gostaríamos de destacar neste email.

Protesto no Mar: Petróleo é má onda!

7 de julho, Sábado, 15h00

Um cordão humano de surfistas, body boarders e nadadores em todas as praias de Portugal continental, para reclamar o espaço do mar como espaço público de todos e contestar a prospecção de hidrocarbonetos.
Mais que 20 praias já estão confirmadas e vamos atualizar o mapa até ao último dia.
Agora, vai ao mapa de ações e encontra a praia mais perto de ti.

“Parar o furo”: Acção de Arte Aérea

4 de agosto, Sábado, 16h00, LISBOA (COVA DO VAPOR)

Utilizaremos os nossos corpos para desenhar uma grande mensagem no chão que será filmada por drones. Este será um dia de força e alegria, unindo a arte, o ritual e a acção política.

Marcha Mundial do Clima: Parar o petróleo! Pelo clima, por justiça e emprego!

8 de setembro, Sábado, LISBOA e PORTO (para já)

Dezenas de organizações da sociedade civil, desde colectivos contra o petróleo e ONGs até sindicatos e núcleos de estudantes, convocaram uma manifestação no âmbito dum dia de acção global: Rise for Climate, Jobs and Justice.
Mais informações: www.salvaroclima.pt

 


Hi there!

So the Minister of Environment finally affirmed what we had been saying: the government made a political decision to maintain the Aljezur contract. This is no technicality: the government wanted to support the fossil fuel industry, and renewed the expired contract. A bigger and bolder movement for a fossil-free future can force them to make other political decisions.
Lena from Austria, Paola from Italy, Ezgi from Turkey and Oleg from Ucraine agree: the Aljezur drill must be stopped.

During summer, there are three big actions being organized:

On July 7th, at 15h00, in more than 20 beaches across the country, hundreds will reclaim the ocean as a common and say no to offshore drilling projects.
Go to the action map now and check which beach is the nearest to you.

On August 4th, at 16h00, in Cova do Vapor near Lisbon, activists from all over the world will use their bodies to draw a huge image on the beach to say no to the Aljezur drill.

On September 8th, in Lisbon and Porto, a global day of action unites hundreds of protests in all continents to Rise for Climate, Jobs and Justice. More information soon on www.salvaroclima.pt.

To learn about more local actions check the map.

See you soon on the streets!

Sinan

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr
Climáximo