Actualização: Presidência pelo clima

O inquérito com a frase

Assumo publicamente que a minha presidência, no caso de se concretizar, será uma presidência de emergência climática e comprometo me a não promulgar um Orçamento do Estado que aumentará as emissões de gases com efeito de estufa, nomeadamente se este prever novos projetos de combustíveis fósseis, expansão das infraestruturas poluentes ou subsídios a estas mesmas indústrias.”

foi enviado a todas/os candidatas/os presidenciais em Novembro e Dezembro, e por não termos recebido respostas foi lançado um comunicado a indicar a falta de compromisso.

Contudo, a Marisa Matias, no seu discurso no comício de 11 de Janeiro [30m25s] subscreveu com a seguinte declaração:

“Em tempos de emergência climática, a função do presidente da República é essencial para determinar os impactos climáticos positivos de todas as medidas da política pública. A transição energética é essencial para a resposta à crise – e não falo da crise climática, falo também da crise económica e da crise social.

É por isso que me comprometo com uma presidência de emergência climática e a não promulgar qualquer legislação que aumente as emissões de gases com efeito de estufa, nomeadamente se admitir novos projectos de combustíveis fósseis, expansão das infraestruturas poluentes ou subsídios a estas indústrias. É esse o meu compromisso” .

Actualizamos assim a nossa comunicação anterior, estando sempre disponíveis para emendar se outras/os candidatas/os se pronunciarem sobre o inquérito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr
Climáximo