Stop EACOP – pelas pessoas, pela natureza, pelo clima

Quem?

Total – empresa petrolífera multinacional sediada na França,

China National Offshore Oil Corporation – empresa maioritariamente estatal sediada na China,

e outras instituições financeiras e governamentais

O Quê?

East African Crude Oil Pipeline (EACOP) – um mega-óleoduto na África para sacar (extrair) 6 mil milhões de toneladas de petróleo bruto

Onde?

1500 km (igual à distância entre Lisboa e Marselha)

entre Uganda e Tanzânia

passando várias zonas de extração petrolífera

Quando?

O projecto está na fase administrativa à procura de financiamento, seguros e parceiros.

Como?

Para além de despejos de milhares de famílias e a destruição dos vários hotspots de biodiversidade, o EACOP serviria para transportar petróleo bruto que aumentaria as emissões anuais em 34 milhões de toneladas de CO2 – isto sozinho faz é equivalente a metade das emissões anuais de Portugal

No relatório “Um Pesadelo Chamado Total”, as organizações Amigos da Terra e Survie mostram a crise humanitária atrás do EACOP.

*

Mais informações: https://www.stopeacop.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr
Climáximo