Wrap-up | Manifestação Em Chamas

No dia 19 de Abril, numa manifestação apoiada por 18 organizações do movimento climático, mais de uma centena de pessoas marcharam da rotunda do Marquês de Pombal até ao Largo do Rato, com o lema “Fim do mês. Fim do mundo. A mesma luta.”

Por um decrescimento rápido e planeado da aviação e por um investimento massivo na ferrovia, esta marcha foi uma clara manifestação de solidariedade activa com os trabalhadores do sector de aviação, afirmando que as lutas por um planeta habitável e por um emprego digno são “a mesma luta.”

Esta manifestação faz parte duma série de acções com conceito de Em Chamas, que culminarão a 22 de Maio numa acção de desobediência civil em massa na zona do Aeroporto de Lisboa. (Mais informações: https://em-chamas.pt)


No Largo do Rato, as activistas organizaram uma assembleia para decidir as Reivindicações Em Chamas que informarão os próximos passos.

Na assembleia, em que foram debatidas um total de 24 propostas, foram aprovadas por consenso forte as seguintes Reivindicações Em Chamas:

Menos Aviões

1) Proibição da construção de novos aeroportos em Portugal

Nem no Montijo nem em lado nenhum: Portugal cessa imediatamente os projectos de construção de novos aeroportos.

2) Proibição imediata de voos domésticos em Portugal continental

Acabar já com rotas aéreas domésticas no continente, com destaque para a ligação Lisboa-Porto

3) Obrigação da média da taxa de ocupação dos voos ser acima dos 90%

Taxa média de ocupação para combater o excesso de voos com poucos passageiros, que pode ser fiscalizada por exemplo anualmente

Transição Justa

1) Formação Profissional nos Empregos para o Clima

Para todos os trabalhadores e antes de encerramento das empresas, formação profissional para empregos na mobilidade sustentável, paga pelas empresas de aviação

2) Garantia e Prioridade nos Empregos para o Clima

Garantia de emprego digno em novos sectores de mobilidade sustentável para todos os trabalhadores do sector de aviação

3) Rendimento de Transição

Alguns trabalhadores ficarão no sector mas a maioria precisaria de formação profissional e novos empregos, e outros podem preferir reforma antecipada. Independentemente da sua escolha final, para garantir que a transição não piora as condições de vida de ninguém, garantia de rendimento durante dois anos a todos os trabalhadores do sector, responsabilizando as empresas.

Mais Ferrovia

1) Ligar por Ferrovia Todas as Capitais de Distrito

De momento, só é possível viajar por todo o país de carro, e há ainda 3 capitais de distrito não servidas pela ferrovia: Bragança, Vila Real e Viseu. Para uma maior acessibilidade e coesão do território, todas as capitais de distrito têm de ligar-se por ferrovia até 2024

2) Tornar todo o sistema ferroviário (antigo e novo) eléctrico com energia 100% renovável até ao final de 2024

No Programa Nacional de Investimentos 2030, o governo propõe 100% de electrificação até 2030. Porém, esta medida é urgente e deve estar concluída dentro de um prazo de 3 anos.


Junta-te à luta!

Nenhum mecanismo de mercado, nenhuma tecnologia inovadora, nenhum governo com boas intenções, nenhum colapso pandémico vai cortar as emissões e construir justiça climática por nós. Somos nós aquelas de quem estávamos à espera. Nós, pessoas comuns, temos de agir – e agir agora – em defesa dum planeta justo e habitável.

Reunião Introdutória do Climáximo | 20 de Abril | 18h00

Hoje, o Climáximo tem uma reunião introdutória, em que vamos apresentar o colectivo e as nossas actividades, para todas as pessoas interessadas em juntar-se à causa. Inscreve-te aqui.


Assembleias Em Chamas

As acções em chamas estão a ser organizadas em assembleias, com participação de toda a gente interessada em juntar-se ao movimento. Subscreve a newsletter em chamas aqui para receberes informações sobre como podes integrar-te nas preparações.

Se queres saber mais sobre o problema e os planos de acção, aparece nas Apresentações Em Chamas. Estas sessões são também ideais para envolveres amigas e amigos no processo.


Acção Em Chamas | 22 de Maio | Aeroporto de Lisboa

No dia 22 de Maio, vamos estar na zona do Aeroporto de Lisboa numa acção de desobediência civil em massa. Marca na tua agenda e segue as novidades em https://em-chamas.pt

One thought on “Wrap-up | Manifestação Em Chamas

  1. Diogo Silva, pelos vistos já obrigaram… Mas é mesmo assim, gritar, lutar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr
Climáximo