Wrap-up: Em Chamas

Estamos a sufocar.

Nenhuma crise – sanitária, económica, climática – será resolvida enquanto as pessoas e a natureza servirem apenas para gerar dinheiro para alguns, fomentando a discriminação entre e dentro das comunidades.

A nossa indignação profunda traz-nos a coragem de dentro do medo. É a nós que cabe descontaminar a economia e regenerar a sociedade.

Com estas palavras, no dia 22 de Maio de 2021, mais de 150 pessoas bloquearam a Rotunda do Relógio perto do Aeroporto de Lisboa, a reivindicar Menos Aviões, Transição Justa, e Mais Ferrovia.

Na acção Em Chamas, colocámos os nossos corpos na linha de frente, porque temos muito pouco tempo para agir para evitar o caos climático e as instituições deste sistema estão a falhar miseravelmente.

Bloqueámos a rotunda durante uma hora e o plenário de acção votou por consenso voltar às ruas ainda em 2021.

Aqui vai a nossa versão do que aconteceu.


A tarde começou com uma manifestação desde o Aeroporto de Lisboa até à rotunda.

Na Rotunda do Relógio, cortámos o trânsito com os nossos corpos, em dois pontos-chave: a saída da Avenida do Brasil e a própria rotunda antes da saída para o 2º Circular.

Quando a polícia começou a intervir…

… bloqueámos também a Avenida Gago Coutinho!

Durante mais de uma hora estivemos na rotunda a auto-organizar-nos nos plenários de acção. O último plenário votou por consenso um compromisso para voltarmos ainda em 2021 com acções disruptivas para travar o caos climático.

Houve 26 detenções nesta acção de desobediência civil. Logo depois da acção fizemos uma vigília à frente da esquadra da polícia até às 2h para as recebermos.

Temos uma única mensagem para passar até toda a gente se levantar para apagar o fogo: a nossa casa está a arder.


Próximos passos

Nos próximos dias, vamos simultaneamente entrar num processo de avaliação e acompanhar as activistas detidas. Mais especificamente, marcaremos presença na audiência no tribunal no dia 24 de Maio às 13h30 no Campus de Justiça.

Por outro lado, como o último plenário decidiu voltarmos ainda em 2021 com acções de desobediência civil em massa, temos de preparar-nos. Para mudar tudo, precisamos de toda a gente.

Reunião Introdutória | 25 de Maio

No dia 25 de Maio (terça-feira) às 18h00, vamos ter uma reunião introdutória do Climáximo em que vamos apresentar o colectivo, as nossas campanhas, o nosso funcionamento e os próximos passos da luta. Se queres saber mais sobre nós e/ou gostarias de juntar-te à luta, este é o momento certo!

Mais informações, aqui.

Formação em Justiça Climática | 5 de Junho

Nesta formação, dia 5 de Junho (Sábado) às 17h30, falamos sobre as ligações estruturais entre as injustiças sociais e a crise climática. Debruçamo-nos sobre o balanço entre as origens das emissões de gases com efeito de estufa e os seus impactos, entre as grandes injustiças e justiça social, entre responsáveis pela crise climática e as maiores vítimas da mesma e porque falamos em urgência.

Inscrições aqui.

Acampamento em Activismo Climático | 16-20 de Julho

Este verão, o movimento pela justiça climática vai juntar-se durante 5 dias para formar novas activistas e organizar a luta por um planeta justo e habitável.

A ideia é simples: A nossa casa está a arder. Alguém tem de fazer alguma coisa sobre isto.

Tu és alguém. É a altura certa para te juntares à luta.

Inscrições abertas! Mais informações e inscrições, aqui.

One thought on “Wrap-up: Em Chamas

  1. Notável, o esforço coletivo! Dá-nos mais energia do que quando começámos, como disse o Kiko, e bem vai ser precisa pois a luta continua mesmo, como disse por sua vez a Matilde, e mais forte que nunca!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr
Climáximo