RELATÓRIO: De acordo com o IPCC, os planos climáticos de Portugal implicam esgotar o orçamento de carbono daqui a 5 a 14 anos.

O Climáximo, coletivo pela justiça climática, analisou o novo relatório do IPCC e os planos climáticos do governo português (nomeadamente, o Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050 e o Plano Nacional de Energia e Clima 2030).

As contas explicadas no novo relatório “Orçamento de Carbono vs. Políticas Climáticas: Quanto tempo ainda temos?” mostram que o orçamento será esgotado já entre 2026 e 2035 – se não se esgotou já – dependendo das pressuposições técnicas.

Isto significa que nos próximos 5 a 14 anos Portugal vai emitir todo o CO2 a que tem direito até 2100, em qualquer cenário global compatível com a manutenção da temperatura média abaixo dos 1,5 ºC.

Ainda é possível travar a crise climática e evitar o agravamento da situação catastrófica em que já nos encontramos, mas para isso são necessárias medidas com um nível de ambição incomparavelmente superior às atuais.


Ficheiros:

2 thoughts on “RELATÓRIO: De acordo com o IPCC, os planos climáticos de Portugal implicam esgotar o orçamento de carbono daqui a 5 a 14 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr
Climáximo