COMUNICADO: Ciclovia na Almirante Reis fica!

Após a luta popular dos utilizadores desta ciclovia, conseguimos que a mesma não fosse removida, ao contrário do que Moedas prometeu imensas vezes na sua campanha.


No entanto, não podemos concordar com a proposta apresentada pela Câmara Municipal de Lisboa (CML). Sendo esta proposta passar a ciclovia a bidirecional numa via e devolver uma via aos carros no sentido ascendente da avenida. Esta proposta irá criar graves problemas na circulação de veículos de emergência no sentido ascendente. Ou seja, passarão a ficar retidos em duas filas de carros. Fará também regressar os excessos de velocidade e ultrapassagens perigosas na avenida. A solução atual conseguiu reduzir os acidentes e gravidade dos mesmos. Outro efeito grave será o incentivo ao uso do carro, que trará um aumento de emissões de gases com efeito de estufa (GEE) em Lisboa. Além disso, o plano da CML de construir uma nova ciclovia, temporária, em vez de focar esforços financeiros e pessoais na solução final da avenida, com mais árvores, melhores e mais largos passeios e menos espaço para carros é de uma irresponsabilidade tremenda e mostra que o objetivo de Moedas é só cumprir a propaganda da campanha, adiando a resolução dos outros problemas desta avenida.


Não podemos deixar de referir que a solução apresentada vai contra todas as intervenções feitas pela população, nos processos de consulta aos cidadãos. Todos os intervenientes pediram para que a ciclovia que existe, ficasse, e exigiram mais ciclovias e medidas de redução do número de carros em Lisboa. Ninguém pediu mais uma via de trânsito.


Assim, defendemos que a CML aceite a atual ciclovia e foque esforços na solução final desta avenida e na tão necessária, e pedida, Zona de Emissões Reduzidas da Baixa, que por si só resolveria o problema de trânsito na Almirante Reis e dedique também esforços na construção de mais ciclovias em outras avenidas que apresentam alta urgência.


Estamos em plena crise climática. Nos próximos anos mudanças profundas terão de acontecer, para travarmos o colapso climático. O desincentivo ao uso de carro e a promoção do incentivo à utilização de bicicleta e o investimento em transportes públicos são uma parte importante desta mudança nas cidades.


Deste modo, convidamos-te a juntar-te a nós nesta luta e gostaríamos de saber qual o teu interesse para mostrar o descontentamento com a posição da CML (podes ter interesse numa ou nas duas ações):

Face à posição da CML relativa à ciclovia da Almirante Reis
54 votes
Pedimos que divulgues este convite com amigas e grupos ligados a bicicletas, para juntas mostrarmos que estamos unidas na construção de uma cidade mais limpa, segura e acolhedora para todas e não uma cidade poluída construída para carros.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr
Climáximo