Relato do dia 08/07 – Acampamento 1.5

O dia 8 foi um dia intenso de preparação da ação. Começámos com uma sessão de formação de grupos de afinidade, em que nos separámos, através de um exercício, em vários grupos. Estes constituiriam então o nosso grupo de afinidade para a ação do dia seguinte, e com quais passámos o dia a preparar e ensaiar a ação.

O dia foi de muita agitação, entre ensaios, sessões de materiais e esclarecimentos legais, e terminou com o Plenário de Ação. Abrimos o plenário lendo dois excertos do livro do Francisco Pacheco, um dos dirigentes da Greve Verde de Sines, de forma a inspirar as ativistas para a importância da luta coletiva. O livro digitalizado pode ser encontrado aqui: https://www.climaximo.pt/2022/04/05/greve-verde-o-que-foi-o-que-podemos-aprender/

Depois foi apresentado o relatório “Por uma Transição Justa em Sines” que levaríamos no dia seguinte connosco para a refinaria e para a cidade de Sines, e foram apresentadas as reivindicações e o consenso da ação. Foi também explicado o porquê da importância de incluir a ida ao Porto de Sines no dia de ação, e a urgência de conduzir uma transição justa neste Porto. Para além disso, apresentou-se os “talking points” da ação, e correu-se de forma geral o que aconteceria no dia seguinte.

O plenário encerrou com a apresentação legal por parte da equipa legal, que nos acompanharia no dia seguinte, e pelo esclarecimento de dúvidas legais a todas as ativistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr
Climáximo