4 Fevereiro | Formação em Ativismo Climático

Em 2022 bateram-se vários recordes de fenómenos climáticos extremos. Portugal arrancou o ano com um dos piores cenários de seca e mais recentemente com cheias sem precedentes que deixaram quase 100 pessoas desalojadas. No Paquistão, o equivalente a um terço da população Portuguesa ficou submersa com as últimas cheias. As emissões de gases com efeito de estufa e as temperaturas também bateram recordes, com a Europa a registar um dos mais quentes anos da história – no Reino Unido atingiram-se 40ºC – e ondas de calor no sul da Ásia a atingirem temperaturas de 62,5ºC.

Em 2022, estalou uma Guerra, que além de todas as consequências para as vidas humanas, levantou o véu do nosso vício em combustíveis fósseis, tornando-se o motor para a actual crise social. As pessoas enfrentam simultaneamente as consequências da crise climática e do aumento do custo de vida, onde o preço da habitação, comida, combustível se tornam insuportáveis.

A par de tudo isto, observamos os inimagináveis lucros das empresas responsáveis pela crise climática actual. As contradições são enormes.

Urge uma mudança sistémica, onde reais soluções devem ser postas em prática num ritmo contra-relógio. Urge a organização colectiva por um planeta com futuro.

Por isso, convidamos-te para uma Formação em Ativismo Climático, no próximo dia 4 de Fevereiro, na Fábrica Braço de Prata, entre as 10:00 e as 20:00.

Envolve-te no movimento pela justiça climática. Explicaremos os factos científicos e as causas sistémicas que estão na origem desta crise; falaremos das políticas energéticas e climáticas agora em vigor e dos diversos movimentos existentes pela justiça climática; abordaremos as várias estratégias de luta, de como nos devemos organizar para vencer; apresentaremos estratégias diferentes de como te podes envolver.

Inscreve-te aqui:

ORÇAMENTO DA FORMAÇÃO
Custos:
509.22€ – impressão de 17.000 flyers e 150 cartazes

Notas:
1 – as refeições são preparadas por companheiros do movimento vegan e os 5€ de donativo vão directamente para quem cozinhou
2 – o local foi-nos cedido de forma gratuita pela Fábrica do Braço de Prata
3 – o custo desta formação é suportado pelo financiamento que UAF (Urgent Action Fund) doou ao Climáximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Flickr
Vimeo
Climáximo