Petições

Petição para excluir todo o financiamento europeu a projetos de gás fóssil e taxar os mesmos. Isto inclui projetos que recorrem a gás fóssil de modo escondido, tais como os que usam hidrogénio recorrendo a gás fóssil, bem como projetos “descarbonizados” ou com “pouco carbono”.

Não menos importante, é peticionada a criação de uma nova lei das infraestruturas energéticas sem o lobby da indústria de gás fóssil.


O Tratado da Carta da Energia (TCE) constitui uma perigosa ameaça para o clima, por outorgar às empresas petrolíferas, de gás e de carvão o direito de processarem estados num sistema de justiça privada, quando estes tomam medidas em prol do clima, que possam afectar os seus lucros esperados.

O TCE protege excessivamente o investimento directo estrangeiro das empresas de combustíveis fósseis, através de um sistema de justiça privada (ISDS) que se sobrepõe aos estados e às leis nacionais, e tem feito os governos pagarem milhares de milhões de dólares em indemnizações quando tentam proteger o ambiente ou defender os seus cidadãos da pobreza energética.


Desde Março de 2020 que não temos ligação noturna ferroviária entre Lisboa e o resto da Europa. Em tempos de emergência climática isto é um absurdo. Ao contrário do resto da Europa, continuamos a falhar no investimento da ferrovia, empurrando os passageiros para o transporte aéreo, que contribui 5% (e com tendência a subir) para o aquecimento global.

A petição exige aos governos português, espanhol e francês, não só o regresso desta ligação, como extendê-la a um ponto de ligação europeu com mais relevo do que Hendaye.


Em mais um episódio de dupla personalidade, a União Europeia apoia financeira e politicamente um projeto de um gasoduto no Mediterrâneo, o que vai contra a outra personalidade da União, que se apresenta como paladina do combate às alterações climáticas, mas apenas para o olhar menos treinado.

Mais uma prova de que o Acordo de Paris é inútil nos moldes em que está feito.

Assinem a petição, espalhem a mensagem

 


Portugal deve organizar uma assembleia de cidadãos para decidir como usar os fundos europeus de recuperação que aí vêm. Algo nunca visto em Portugal. Cento e cinquenta cidadãos, seleccionados por sorteio e espelhando a diversidade da sociedade portuguesa, serão convidados a integrar esta assembleia pelo Presidente da República. O Governo e o Parlamento também estarão ambos representados. As dificuldades actuais exigem mais democracia, não menos

 

Por uma lei que protega os rios e ecossistemas associados. À semelhança de vários países da UE.

Iniciativa legislativa de grupo de cidadãos Rios Livres.

 


As nossas praias e mares estão cheias de embalagens de bebidas. Ajude-nos a combater este flagelo!

Os sistemas de depósito de embalagens de bebidas conseguem evitar que milhões de embalagens cheguem aos nossos oceanos, reduzindo assim o impacto negativo no ambiente marinho.

Em 2018, Portugal comprometeu-se a implementar um sistema de depósito de embalagens de bebidas, mas tem de ser concretizado da melhor forma. Assine a nossa petição e exija ao governo que adote, até ao final do ano, um sistema abrangente e ambicioso, que inclua plástico, mas também garrafas de vidro, latas e alumínio. Os oceanos não podem esperar mais. Nós também não!


Esta faixa costeira Tróia-Sines é uma das últimas e mais bem preservadas zonas do litoral ibérico, um tesouro natural único que até hoje escapou às pressões que se fazem sentir na orla costeira. No entanto, a classificação territorial não acompanha, nem salvaguarda, o seu Património Natural único. As urbanizações previstas para as denominadas Unidades Operativas de Planeamento (UNOP) 4, 7, e 8 ameaçam frontalmente, assumidamente e irreversivelmente um Património Natural insubstituível.


 
Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr
Climáximo