Vamos Juntas!

No dia 18 de Novembro, vamos à Refinaria da Galp em Sines numa acção de desobediência civil. Vamos à Refinaria porque é a infraestrutura mais poluente. Vamos à Refinaria porque precisamos duma transição justa baseada nas necessidades das pessoas e do planeta, não nas interesses das accionistas da empresa. Vamos à Refinaria porque o futuro está nas nossas mãos. Junta-te à nós. Vamos juntas.

Reivindicações da Acção



Inscreve-te nos autocarros:


Preparações da Acção

formações, guiões, assembleias abertas: tudo o que precisas para preparar-te para a acção Vamos Juntas

Tudo que precisas de saber sobre a acção


Como nos organizamos?




Acções de Preparação

estamos a aquecer-nos até 18 de Novembro: assina o compromisso e junta-te às acções de preparação


Discussão

as datas dos próximos fóruns e os relatos dos fóruns passados… artigos de opinião… queremos aproveitar esta acção para desenvolver uma discussão aberta sobre a visão e a estratégia colectivas que precisamos para travar a crise climática… junta-te ao debate


O nosso compromisso

A nossa casa está a arder. 

Todos os dias me confronto com duas realidades diferentes.  Nas notícias, oiço sobre os novos planos de ação climática, das estratégias de adaptação e mitigação. Vai ficar tudo bem. Na notícia seguinte, deparo-me com mais um incêndio, cheias, fome, secas, migrações forçadas, mortes. Não vai ficar tudo bem.   

Vamos rumo ao colapso total, guiados pelos Governos e empresas fósseis.

Sinto que estamos a ser conduzidos para o colapso. Não aceito mais ser iludida, enganada e posta em perigo por quem nos governa. Não quero ficar à espera de mais incêndios como os de Pedrógão Grande, secas como em Odemira, cheias como na Madeira.   

Temos que resgatar trabalhadores e o planeta ao mesmo tempo.

O futuro está nas nossas mãos. É a nós que cabe garantir o colapso do capitalismo fóssil antes que ele garanta o nosso.  

18 de Novembro vamos bloquear a Refinaria da Galp em Sines.

Exigimos o seu encerramento planeado e uma transição justa, algo que nunca acontecerá com Galp e Governo ao leme – como o prova o fecho da Refinaria de Matosinhos.  

Contra o colapso total, VAMOS JUNTAS!


Orçamento da Acção

Despesas

Assembleias e reuniões (espaços): 200€
Materiais para a acção: 1800€
Impressões (cartazes, panfletos): 1400€
Logística do dia (autocarros, materiais da equipa dos cuidados): 1900€
Equipa Sines (deslocações): 300€

TOTAL DESPESAS: 5500€

Entradas

Valor inicial do Climáximo (auto-financiamento e dinheiro que sobrou das actividades anteriores): 4300€
Donativos no Open Collective: 500€
Inscrições nos autocarros: 400€
Concerto benefit na Casa Indepentente: 400€

TOTAL ENTRADAS: 5600€

O saldo final da acção Vamos Juntas é positivo, a transferir para as próximas acções. Todos os valores arredondados para simplificar a leitura.

Facebook
Twitter
Instagram
RSS
Vimeo
Flickr
Climáximo